Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Fashion in the bag

Fashion in the bag

11
Set17

O seu eu que era tão seu

fashion

 

 (imagem retirada da net)

 

Ficou encostada à parede da sala, com a face colada no vidro. Gostava daquela sensação de frio sobre a pele. Do outro lado ouvia as palavras dele. Queria apenas um abraço, pensava. Não sabia já o que ele dizia, perdeu-se naquele complexo fio de palavras. Ela estava longe ou perto? Se alguém a visse não saberia dizer. O olhar perdido no que estava para além do vidro, o silêncio da escuta das palavras dos outros e ela não estava lá.

Onde ela estava não entrava ninguém, há muito que o tinha decidido. Lá não existiam julgamentos e nem culpas. Permitia-se ser quem quisesse. Passeava por entre as flores e sentia as agulhas dos pinheiros a picar-lhe a pele, não se importava. Ali sorria e cantava, sim ela cantava. Ás vezes canções simples com letras infantis, outras pequenos trechos de complexas sonatas. Fugia sempre, melhor o seu pensamento fugia, de cada vez que tinha de sair daquele seu eu, que era tão seu. As palavras voltaram, tirou a face do vidro, estava de volta.

07
Set17

As palavras por vezes têm de sair...

fashion

 

As palavras evadiam-lhe a boca como um torrente de água que nenhum dique consegue travar. Por mais que tentasse elas tinham vontade própria e eram resultado de um longo envenenamento interior. Ele olhava-a e respondia sem saber bem como, mas nada a travava. Os olhos brilhavam-lhe de raiva, o tormento que passara durante os últimos anos tinha sido transformado em sons e palavras e agora, nada os podia travar. Não sabia para onde ir, mas sabia que não podia mais ficar calada. Era impossível faze-lo  e continuar ressentida. Não sabia o que a esperava a partir dali, não previa nada de fácil, nem de bom, mas calar o sentia era fazer com que se mantivesse cativa e disposta a que continuassem a servir-se dela.

Os interesses sobrepõem-se muitas vezes aos sentimentos. Os interesses aguçam quase sempre os egoísmos e o que há de pior em nós, pensou. Há uma corrida desenfreada, para conseguir mais, para ser melhor e para isso não interessa que os outros se magoem ou sejam suprimidos. Interessa servir-se e descartar.

Finalmente as palavras começaram a faltar-lhe, assim como lhe faltaram, também, as lágrimas. Sentia-se livre, ao mesmo tempo culpada por ter dito tudo. Durante toda a vida, sempre se sentira culpada. Todos sabiam disso e faze-la sentir ainda mais era o seu maior trunfo. As palavras acabaram e deixaram instalar-se o silêncio...

05
Set17

Livro... Uma casa de bonecas

fashion

 Ibsen é um dramaturgo norueguês e são várias as peças de teatro,sobretudo teatro realista que tem escritas. Neste caso a escolha recaiu sobre "Uma casa de bonecas" e "O Pato Selvagem". Em ambos os casos a escrita é fluída e as histórias encerram reflexões sobre temas pertinentes. No primeiro caso é retratado o papel da mulher, a submissão à família, ao marido e a sua (necessária) emancipação. O segundo caso, mais complexo, aborda a questão da felicidade, da verdade, da mentira e das consequências que pode ter o peso de desvendar a verdade.

São histórias que se lêem rapidamente, mas que nos fazem reflectir, profundamente, sobre várias questões da vida humana.

31
Ago17

Livro....O Príncipe de Maquiavel

fashion

  Quanto mais o tempo passa mais me convenço que cada livro deve ser lido numa determinada idade. É o caso deste. Penso que o li a primeira vez devia ter uns dezassete ou dezoito. Na altura nada fazia grande sentido e para mim era confuso apesar de gostar muito de História perceber exactamente as estratégias para conquista de cidades e os meandros da mesma. Este ano estou interessada em perceber as relações de poder ao longo da História e voltei a Maquiavel. Gostei de ler, fiquei com uma ideia clara sobre o que entende Maquiavel por poder, acima de tudo percebi que o sentido dado pelas pessoas às chamadas "ideias maquiavélicas", nada tem a ver com as ideias de Maquiavel. Na realidade o livro reúne um conjunto de conselhos e de ideias para uma boa governação e um bem sucedido exercício político. Importante para um político é a virtude, a fortuna, a compreensão, a astúcia e ferocidade.

 Este livro é uma dádiva de Maquiavel a Lourenço de Médicis e dá-nos um importante repertório de personalidade marcantes na história(sobretudo italiana). Fiz uma lista dos que consegui encontrar. Se já alguém leu e se descobriram mais, digam :) .

Rei Luís

Moisés

Ciro

Rómulo

Teseu

Frei Jerónimo Savonarola

Hieron

Francisco Sforza

César Bórgia

Alexandre VI

Ramiro

Agátocles

Amílcar(cartaginês)

Oliveroto de Fermo

João Fogliani

Carlos Vitelli

Vitellozzo

Nabis(rei de Esparta)

Sisto V (Papa)

Papa Júlio II

Papa Leão X

Carlos VIII

Epaminondas

Filipe da Macedónia

Rainha Joana de Nápoles

João Acuto

Carlos Vitteli

Bartolomeu de Bérgamo

Roberto de São Severino

Conde de Pitigliano

Luís XII

Júlio II

Filopemen(princípe dos aqueus)

Alexandre Magno

Aquiles

Cipião

D.Fernando V

Nábis(espartano)

Aníbal Bentivoglio

João Bentivoglio

Marco Aurélio

Cómodo

Pertinax,

Julião

Severo

António Caracalla

Macrino

Heliogábalo

Maximino

Condessa de Forli

Nicolau Vitelli

Antíoco

António de Venafro

Pandolfo Petrucci

Dom Luca

 

 

 

 

 

Mais Sobre Mim

A Ler

Palavra da Semana

Diafania

Segue-me

Follow

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

blogs portugal

Este blogue tem direitos de autor Copyrighted.com Registered & Protected

A ler 2