Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Fashion in the bag

Fashion in the bag

14
Mai19

É a vida

fashion

(imagem retirada da internet)

 

É estranha a vida - disse ela- depois de dar mais um gole na chávena de chá de camomila que ainda fumegava.  

- Arruma-se por blocos, por intervalos e por vezes avança, outras recua- continuou. 

Ele calado olhava fascinado para o entusiasmo que ela punha nas palavras, na voz e nas mãos. Admirava-a sem ser capaz de lhe dizer. Talvez até a invejasse, mas mantinha-se calado.

A ela sabia-lhe bem falar, mesmo sabendo que metade das palavras, dos seus pensamentos não seriam bem entendidos. Mas que interessava, pensou. Libertar palavras, por vezes é libertar a alma.

É difícil ser entendido- continuou- pousando a chávena.

É a vida- respondeu ele.

05
Mar19

Nos telhados há...

fashion

 

Há uma imagem que me prende sempre que visito cidades diferentes, sobretudo no inverno: os telhados. 

Parece tolo, tanta coisa para olhar, algumas coisas quase inenarráveis, e eu penso em telhados. Mas...nos chapéus das cidades percebe-se tanto da história, que me sinto mergulhar numa imensidão de pensamentos profundos e variados, quando consigo ver todas as telhas das cidades. É óbvio que não conseguimos ver claramente tudo, mas a ideia de abarcar tudo com a visão, a imaginação do que não conseguimos contemplar, é arrebatadora.

E vive-se tantas coisas, tantas histórias que os telhados suspiram, e que só ouvidos mais atentos conseguem escutar.

Há uma certa melancolia nos telhados, mas há também um mundo  desconhecido por aqueles que vivem apenas nos rés de chão. O que se vê é diferente. Podia elaborar uma teoria axiológica, sobre a subida e a descida, quase moralizante, mas limito-me a escrever sobre o que sinto correr em mim, quando antevejo um telhado ou a ideia de um telhado. 

Sente-se o mundo de forma pulsante, porque temos uma perspectiva mais ampla. Há melancolia, mas há desafio pelo desconhecido que sobre as telhas conseguimos antever.  Sentimos, perto, bem perto, o bater das asas dos pássaros, que tal como nós descobriram que os telhados são outra dimensão.   Um espaço onde não há barreiras e  o olhar consegue alcançar muito mais do que apenas o imediato. Gosto de telhas e telhados, fecho os olhos e sinto que ao redor dos telhados todos podemos voar.  Nos telhados há outra cidade dentro da cidade. 

Mais Sobre Mim

A Ler

Palavra da Semana

anguícomo

Segue-me

Follow

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D

blogs portugal

Este blogue tem direitos de autor Copyrighted.com Registered & Protected

A ler 2