Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Fashion in the bag

Fashion in the bag

28
Nov16

Como se vive numa cama branca e fria?

fashion

 

Calou-se subitamente, nada do que dizia fazia sentido. As ideias estavam soltas, espalhadas e pareciam desordenadas, ou então tinham uma ordem própria que ela já não reconhecia. As pessoas falavam perto dela, via no movimento dos lábios o formato das palavras, vi-as nascerem, mas não as compreendia (há um momento em que deixamos de ler os sons porque o vazio do significado apodera-se deles).

Percebeu que falavam com ela, mas não foi capaz de responder e limitou-se a abanar a cabeça sem saber se afirmava ou se negava, fê-lo mecanicamente, sem um propósito.

O que via e sentia, mesmo sem palavras, era a imagem do Luís, deitado numa  cama, um leito de ferro pintado de branco, tudo branco e frio. O Luís, de olhar escondido, alheio à vida que se desenrolava ao seu redor, ausente sempre que a mulher entrava e lhe fazia uma festa na cabeça.

Ele estava e não estava, vivia sem viver.

A mulher entrava; bem vestida, a cheirar a orquídeas, e todos os dias as orquídeas visitavam o Luís, fazia-lhe a festa na testa, com a ponta dos dedos: aconchegava-lhe a roupa e contava-lhe o dia com todos os pormenores, por vezes parecia que estavam os dois ausentes e que ali só estava a cama branca, de ferro e fria, muito fria...

Quando percebia que ele lhe fazia falta, uma falta que vinha de dentro de si própria, chorava um bocadinho e voltava a fazer-lhe uma festa. 

Saia e voltava no dia seguinte, todos os dias à mesma hora.

No meio estavam as pessoas que morriam e viviam, que acordavam todos os dias e iam para o trabalho, estava o Inverno e o Verão e estava o Luís, suspenso e ausente.

Naquele instante eu não estava com as pessoas que falavam, não percebia as palavras, mas sentia o respirar forçado do Luís, sentia as suas lágrimas abortadas e percebia que enquanto falavamos existiam pessoas interrompidas que vivem em camas de ferro daquelas brancas e frias.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais Sobre Mim

A Ler

Palavra da Semana

anguícomo

Segue-me

Follow

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D

blogs portugal

Este blogue tem direitos de autor Copyrighted.com Registered & Protected

A ler 2