Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Fashion in the bag

Fashion in the bag

03
Mar17

O Galo de Ouro

fashion

Há uns dias tinha falado deste escritor mexicano(Juan Rulfo) a propósito de outro conto dele( Pedro Páramo) e da surpreendente descoberta dos textos e do escritor. Como gostei do primeiro acabei por ler outros contos onde estava este Galo de ouro. Inúmeras coisas me ocorrem agora que terminei a sua leitura, mas a única que de facto que me parece pertinente é o pensamento que, de alguma forma, me faz lembrar a Pérola do Steinbeck, porque da mesma forma que o Ruanito se afastou do essencial porque possuía uma pérola, também o protagonista desta história se perdeu no destempero do lúdico, da ganância, mas de uma forma intimista e que nos faz pensar seriamente, nas prioridades da vida, na valorização do que não é valorável; no vazio ,no sentido, na vida, na morte. Em suma: no Ser Humano.

 

 

 

 

27
Jan17

Hoje apetece-me... falar de Pedro Páramo

fashion

Diz Gabriel García Márquez que a descoberta e leitura de Rulfo é um capítulo essencial das suas memórias. Na noite em que começou diz ele que não conseguiu parar enquanto não terminou a segunda leitura.  De facto esta é uma das melhores estórias que li nos últimos tempos, não só pela entrosado de pensamentos, pelas reflexões constantes, pelas personagens que vão aparecendo e vão contando a estória um dos outros, como pela beleza de tudo o que é escrito e mesmo pelo que não é escrito e que está lá, sem estar. Quando estava a chegar ao fim do conto, tive uma necessidade inédita de fazer uma espécie de árvore genealógica com todas as personagens e de perceber cada uma delas e o seu simbolismo(não consigo descrever o gozo que isso me deu). Consegui escrever uma folha completa, tal a riqueza e diversidade de personagens e ao mesmo tempo de estórias. O Gabriel Garcia Márquez queixava-se de ser um texto sem tempo porque não sabemos se dura um dia, um mês, ou um ano, mas para mim isso é o que torna este livro encantador. No final um filho que procura um Pai, que nunca foi pai, mas que foi(ou não) tantas e tantas coisas... 

É pequeno e lê-se muito bem, aproveitem estes dias de chuva e viagem até Comala (cidade onde tudo acontece).

Mais Sobre Mim

A Ler

Palavra da Semana

anguícomo

Segue-me

Follow

Posts mais comentados

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D

blogs portugal

Este blogue tem direitos de autor Copyrighted.com Registered & Protected

A ler 2