Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Fashion in the bag

Fashion in the bag

17
Abr17

Os livros e as ideias genuínas

fashion

                                  (imagem retirada da net)

 

A mesa estava vestida de cores delicadas e gulosas. Todos sentados faziam navegar as palavras por entre o barulho dos pratos e talheres. Ela estava sentada num banco largo e sorria sempre que alguém lhe perguntava a opinião, mas quando respondia fazi-o sem energia, mais por educação e sentido de dever que por convicção.

As gargalhadas pulavam de boca em boca e ela sentia-se perdida no meio de conversas que não eram dela e ideias que no seu âmago abominava. Desejava que tudo acabasse para se poder refugir no seu livro e num tempo seu. Olhava para trás à procura da altura em que preferia os livros à pessoas, pensava em momentos, em  pessoas, mas não conseguia lembrar-se, o momento exacto, em que preferia a quietude e as histórias partilhadas pelas folhas brancas repletas de ideias e sensações ao invés do som estridente de ideias vazias e palavras vítreas. Percustrava no olhar dos que o rodeavam, tentava ler-lhe a verdadeira essência, aquela que não mostravam. Demorou-se nesta indagação e sorria porque via coisas e más, surpreendentes e assustadoras. Preferia o livo, pensou, por fim. Levantou-se, ajudou a arrumar a loiça e saiu, sorrateiramente, de volta para o seu livro e para as ideias genuínas que ela sempre preferia.

05
Jan17

Ernestina(s)... um livro

fashion

 Já é a segunda vez que aqui falo deste autor. Na realidade estou encantada com a escrita dele. É uma forma de contar estórias crua, sem floreados, mas que nos leva para outros tempos(não assim tão distantes) da realidade portuguesa. Não posso dizer que este livro é uma estória, parece-me que os livros do Rentes de Carvalho nunca o são. Nesta obra como em outras assiste-se um cruzamento de estórias de vidas. De casamentos forçados, de infidelidades, de trabalho na terra, na dicotomia da vida na cidade e na aldeia, dos filhos, dos pais, do conservadorismo, da hipocrisia e da amizade. Um livro que nos faz reflectir sobre a vida, o mundo e os homens. Leiam, Leiam, Leiam!

23
Jun16

Um achado portentoso...

fashion

perfume.jpg

 

 

 

Na minha incursão recente pela blogosfera têm-me acontecido deambulações maravilhosas. Para além das pessoas fantásticas que vou "conhecendo" há ideias, histórias e pedaços de vida que vão sendo partilhados e que me deixam ainda mais ligada a essas pessoas.

O que hoje partilho, com vocês, é uma história de ternura e de altruísmo, na verdadeira acepção do termo.

O Corvo, http://ositiodocorvo.blogs.sapo.pt/ com quem fui trocando algumas palavras percebeu o meu gosto por livros e decidiu oferecer-me uma história que ele escreveu. Não bastava já esta oferta e este gesto e quando começo a ler descubro com alegria que;o livro, é ,ele mesmo, uma dádiva. Sem dúvida dos melhores romances que li nos últimos tempos. 

Ali se percebe a grandeza das relações entre homens e mulheres, o respeito, o não respeito, a vulgaridade, a grandeza, a amizade, o amor e tudo isso com a savana africana como pano de fundo. Sentimo-nos voltar à matéria primeira daquilo que, de facto, deve unir os seres humanos. Não posso dizer, mais mas aconselho a todos, a sua leitura. É daqueles livros que se lêem num sopro e que proporcionam uma tal felicidade que não é traduzível por palavras.

07
Jun16

Livros que ficam... Mitsou. Qual foi o último livro que vos fez feliz?

fashion

mitsou.jpg

Este ano consegui controlar-me e só comprei dois livros na Feira do livro. Este de que vos falar(Mitsou) comprei porque vi que tinha o prefácio de Rainer Maria Rilke, autor que muito me agrada. Nunca tinha ouvido falar dele, mas foi daquelas surpresas que nos deixam felizes. Quando comecei a ler este livro e depois de ter acabado senti numa felicidade que não consigo traduzir por palavras. A história é linda, poética, simples e profunda. Penso que qualquer pessoa pode lê-la e vai perceber coisas dispares(isso é o que torna a história ainda mais interessante).Quando acabei pensei: isto é brilhante! É das melhores reflexões que saboreei nos últimos tempos. Gostei tanto que entreguei o livro à minha mãe. Não me surpreendi quando a vi ler toda interessada(e acreditem que é difícil a minha mãe interessar-se por alguma coisa) e me disse que gostou muito. Penso que uma criança também ia gostar.

Como já referi tenho a certeza que pode ser lido por todas as pessoas de todas as idades e as interpretações serão muito diferentes. Qual foi o último livro que vos fez feliz???

 

Mais Sobre Mim

A Ler

Palavra da Semana

anguícomo

Segue-me

Follow

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D

blogs portugal

Este blogue tem direitos de autor Copyrighted.com Registered & Protected

A ler 2